Notícias

RS caminha para a excelência em sanidade animal, diz ministra da Agricultura

Presidente da Assembleia, Ernani Polo participa de solenidade em Brasília sobre status sanitário

20/08/20

O presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), participou na tarde desta quarta-feira (19), em Brasília, junto com o governador Eduardo Leite (PSDB), o secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho, a secretária extraordinária de Relações Federativas e Internacionais, a ex-senadora Ana Amélia Lemos, e o deputado federal Carlos Gomes (Republicanos), representando a bancada federal gaúcha, do ato em que foi firmada carta de compromisso conjunto para assegurar ao Rio Grande do Sul o status de zona livre de aftosa sem vacinação.

Na ocasião, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou que o Estado se encaminha para a excelência em sanidade animal: “Para o Ministério da Agricultura, é sempre uma enorme satisfação quando a gente tem Estados que estão caminhando para a excelência na sanidade, e o RS entra agora nesse rol.

A ministra informou que foi encaminhado dossiê do processo que trata do reconhecimento para a OIE [Organização Mundial de Saúde Animal] e nós temos certeza que em maio comemoraremos o certificado”.

A decisão da OIE sairá em maio, em Paris. Antes, estão previstas três etapas: em outubro, dezembro e fevereiro. “Quando o RS receber o certificado em maio de 2020, iremos celebrar uma das principais e das maiores conquistas das últimas décadas, em se falando de abertura de outros horizontes e possibilidades de novos mercados para a produção gaúcha, especialmente a proteína animal, que é de excelente qualidade, fruto desse trabalhos dos produtores e de todo o setor agroindustrial”, avaliou o presidente da Assembleia, que foi o secretário estadual da Agricultura, na gestão de Sartori e Cairoli, que sempre apoiaram de forma incondicional esse trabalho.

Ernani Polo participou dessa construção e que, após a equipe técnica da secretaria da agricultura elaborar o plano estadual de avanço do status sanitário, solicitou ao Mapa a intenção do estado se tornar livre de aftosa sem vacinação, e que após essa sinalização, iniciaram as auditorias no sistema de defesa sanitária animal gaúcha com esse propósito.

Esse processo de quase 20 anos é como uma “corrida com troca de bastão”, foi um passo a passo que nunca parou.

Para o Presidente Ernani Polo, o aval do Mapa é significativo: “Simboliza um avanço muito importante para o RS, e é resultado de um trabalho muito intenso, de muitos anos, reconhecendo na figura do Governador Eduardo Leite, da Ministra Teresa Cristina e do secretário Covati Filho, o trabalho desenvolvido por muitos governos estaduais e federais, trabalho primordial das equipes técnicas da Secretaria da Agricultura e do Ministério da Agricultura, com apoio fundamental do Fundesa, das entidades que representam os produtores (Farsul, Fetag e Febrac), das entidades da proteína animal (Sips, Asgav, Sicadergs, Sindilat, Acsurs e ABPA), que foram muito importantes nesta caminhada”.

Faço esse reconhecimento a todos em nome do amigo Rogério Kerber presidente do Fundesa, e que foi incansável nessa caminhada.

Polo atuou intensamente junto a entidades, associações e federações do setor agropecuário, obtendo avanços para que o RS chegasse ao momento atual.

A partir de agora, precisamos setor público e privado, continuar com a mesma determinação, reforçar nossa atenção e redobrar os cuidados nas ações em vigilância sanitária, para que possamos manter essa condição diferenciada em sanidade animal.

O trabalho não pode e não deve parar e tem que ser permanente.

O aval do Mapa consta da Instrução Normativa 52, assinada pela ministra em 11 de agosto, que entra em vigor em 1º de setembro. A partir de agora, a mudança será comunicada à OIE, que concede a certificação da evolução do status sanitário. O documento do Mapa também reconhece como áreas livres de vacinação os Estados do Acre, Paraná, Rondônia e regiões do Amazonas e de Mato Grosso.

Fonte: Assembleia Legislativa - Maicon Bock


Voltar para notícias

    Entidades constituintes

    • Sips
    • Asgav
    • Sipargs
    • Sindilat
    • Farsul
    • Fetag
    • Acsurs