Notícias

Novas regras para transporte de gado pelo Paraná

02/01/20

Em seis de janeiro começa a vigorar a Instrução Normativa n° 37/2019 do Ministério da Agricultura. O documento trata sobre o trânsito de animais vacinados contra a febre aftosa no estado do Paraná, que agora possui o status de área livre sem vacinação. A Instrução Normativa determina que portaria do Serviço Veterinário Oficial paranaense estabelece as rotas para o deslocamento de animais através do estado.

Conforme a IN, somente será permitido o acesso de animais vacinados desde que autorizados pelo SVO local e somente quando destinados diretamente ao abate ou transportados em veículos lacrados diretamente aos Estabelecimentos de Pré-Embarque (EPE) para exportação.

Já a portaria n° 389/2019 da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), publicada em 18 de dezembro, estabelece os pontos de ingresso, egresso e rechaço de animais vacinados e suscetíveis e produtos de origem animal provenientes de estados livres de febre aftosa com vacinação, bem como as rotas de passagem e procedimentos de fiscalização. Segundo o documento, são dez postos de fiscalização de trânsito na divisa com São Paulo, dois com Mato Grosso do Sul e quatro com Santa Catarina. Outros nove postos para rechaço estão posicionados na divisa com o estado paulista, dois com Mato Grosso do Sul e seis com Santa Catarina. O monitoramento será feito através das Guias de Trânsito Animal. A portaria da Adapar começou a vigorar em 1° de janeiro de 2020.

O presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do Rio Grande do Sul, Rogério Kerber, alerta que quem tem relação com a pecuária no Paraná, especialmente no fornecimento de genética, deve estar atento às medidas. Segundo ele, o mesmo vale para produtos e subprodutos de origem animal. “Quem envia cargas a outras unidades da federação também deve informar-se sobre as regras bem como a localização dos corredores sanitários”, afirma.

Clique aqui para ler a portaria do Paraná, com a localização dos postos de fiscalização e corredores sanitários.


Voltar para notícias

    Entidades constituintes

    • Sips
    • Asgav
    • Sipargs
    • Sindilat
    • Sicadergs
    • Farsul
    • Fetag
    • Acsurs
    • Sindicarnes