Notícias

Metade dos habilitados ainda não fez recadastramento

15/03/19

Faltando 15 dias para o fim do prazo, metade dos médicos veterinários habilitados que atuam no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PNCBT) no Rio Grande do Sul ainda não realizou o recadastramento. O prazo para atualização cadastral se encerra no dia 31 de março e pode ser feita pela internet ou em papel e entregue na Inspetoria de Defesa Agropecuária.

O não recadastramento até o prazo final implicará na suspensão da habilitação. Sem a habilitação o profissional não poderá adquirir insumos para a realização dos testes. Entre as atribuições do médico veterinário no PNCEBT está a execução dos testes para certificação das propriedades livres de brucelose e tuberculose e a identificação e marcação dos animais positivos, para que sejam eliminados pelo Serviço Veterinário Oficial. Atualmente o RS conta com 830 profissionais habilitados em atuação.

Conforme o presidente do Conselho Técnico Operacional da Pecuária de Leite do Fundesa, Rodrigo Teixeira Pereira, o recadastramento é simples e requer apenas o preenchimento de informações profissionais, como número do CRMV e endereço e pode ser feito pelo site do Ministério da Agricultura (site abaixo).

https://sistemas.agricultura.gov.br/agroform/index.php/492629?lang=pt-BR


Voltar para notícias

    Entidades constituintes

    • Sips
    • Asgav
    • Sipargs
    • Sindilat
    • Sicadergs
    • Farsul
    • Fetag
    • Acsurs
    • Sindicarnes