Notícias

Fiscais Agropecuários passarão por capacitação em inspeção

15/01/19

Os Conselheiros do Fundesa - Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal - aprovaram, em Assembleia Geral Extraordinária nesta terça-feira (15), as contas do fundo relativas ao exercício de 2018. O saldo do fundo fechou o ano em R$ 84,84 milhões, com o ingresso de R$ 10,5 milhões em contribuições de produtores e indústrias.

Além da prestação de contas, também foi aprovado na assembleia um projeto de capacitação de Fiscais Estaduais Agropecuários que atuam na área de fiscalização e inspeção de produtos de origem animal, visando a qualificação e padronização de procedimentos. O programa de treinamento vai de março de 2019 a abril de 2020 e foi uma demanda levantada em reunião com o Ministério Público do RS. O projeto, apresentado pela Secretaria da Agricultura, prevê abordar manuais de inspeção sanitária, procedimentos operacionais padrão, e inspeção ante e post mortem nas cadeias de aves, suínos e bovinos.

Já em relação a aplicação de recursos em 2018, o Fundesa utilizou R$ 6,5 milhões, nas quatro cadeias que compõem o fundo (aves, suínos, pecuária de corte e pecuária de leite). O principal ponto de saída de recursos foi a indenização de produtores de leite, no valor de R$ 4,2 milhões. “O Rio Grande do Sul vem buscando a redução da incidência de tuberculose e brucelose nos rebanhos e o saneamento de propriedades”, afirma o presidente do Fundo, Rogério Kerber.

Nos próximos dias, a Assembleia Legislativa, Secretaria da Agricultura, Secretaria da Fazenda e Controladoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage) receberão os documentos relativos aos números do Fundesa no ano de 2018. “Há 14 anos realizamos prestações de contas a cada trimestre, no dia 15 dos meses de janeiro, abril, julho e outubro, e os resultados ficam publicados no site do Fundo (fundesa.com.br)”, explica Kerber.

Sobre o Fundesa:

O Fundesa, criado em 2005, tem a missão de propor e apoiar o desenvolvimento de ações de defesa sanitária animal, além de garantir agilidade e rapidez na intervenção em casos de eventos sanitários e posterior indenização dos produtores. O fundo é composto por nove entidades: Federação da Agricultura do RS, Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS, Sindicato das Indústrias de Carnes do RS, Sindicato das Indústrias de Suínos do RS, Sindicato do Comércio Atacadista de Carnes Frescas e Congeladas do RS, Sindicato da Indústria de Laticínios, Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas, Associação Gaúcha de Avicultura e Associação dos Criadores de Suínos do RS.


Voltar para notícias

    Entidades constituintes

    • Sips
    • Asgav
    • Sipargs
    • Sindilat
    • Sicadergs
    • Farsul
    • Fetag
    • Acsurs
    • Sindicarnes