Notícias

Audiência Pública debate retirada da vacina contra a aftosa

11/07/19

Em Audiência Pública na Assembleia Legislativa, parlamentares e representantes de entidades do setor agropecuário participaram do debate sobre "Retirada da Vacina da Febre Aftosa". O superintendente do Ministério da Agricultura no RS, Bernardo Todeschini, apresentou uma linha do tempo febre aftosa e o recuo no número de casos a nível mundial. Ele anunciou que em 30 de agosto o RS vai sediar, durante a Expointer, o 1° Forum Bienal do Plano Estratégico do PNEFA.

A Chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal da Secretaria da Agricultura, Rosane Collares, apresentou uma comparação da realidade do RS na época da retirada da vacinação em 1998 e atualmente. Ela salientou que os técnicos da secretaria estão em constante capacitação e que houve uma série de melhorias na estrutura da pasta, além da mudança, por parte da OIE, nos prazos de retomada ao comércio internacional no caso de ocorrência da doença para três meses, em vez de dois anos como era anteriormente. Rosane revelou ainda que atualmente 95,4% da América Latina é considerada área livre de febre aftosa (com e sem vacinação), o que abrange uma população bovina de mais de 334 milhões de cabeças.

O presidente do Fundesa, Rogério Kerber manifestou-se sobre a evolução das condições de trabalho do Serviço Veterinário Oficial e os investimentos realizados pelo Fundo em várias frentes.

"O Fundesa aplicou recursos na informatização do sistema de defesa agropecuária, na revitalização dos Postos Fixos de Divisa e também de Inspetorias de Defesa Agropecuária", relatou. Ele citou ainda a construção do laboratório de triagem, do almoxarifado Central e outros investimentos realizados ao longo da existência do Fundo.

O deputado Ernani Polo disse que "evolução de status não é um troféu que se ganha e coloca na prateleira. Quanto mais avançado,mais robusto tem que ser o sistema de vigilância". O deputado Rodrigo Lorenzoni, que propôs a realização da Audiência Pública, afirmou que a assembleia tem a missão de trazer informações e apoiar a tomada de decisões que beneficiem o sistema de vigilância e defesa agropecuária e, consequentemente, o setor produtivo.

Conforme Lorenzoni, como encaminhamento, ficou definido que após a realização da auditoria do Ministério da Agricultura, prevista para setembro, será proposta uma nova audiência pública, "com o objetivo de conhecer e entender o próximo passo". Outro encaminhamento foi o pedido ao Mapa e à Secretaria da Agricultura para que mantenham a Comissão de Agricultura da Assembleia informada sobre o tema.


Voltar para notícias

    Entidades constituintes

    • Sips
    • Asgav
    • Sipargs
    • Sindilat
    • Sicadergs
    • Farsul
    • Fetag
    • Acsurs
    • Sindicarnes